08 de Julho de 2007

Coimbra tem mais saúde

O Centro Cirúrgico de Coimbra (CCC) inaugurou, na quarta-feira passada, uma nova unidade de apoio. Localizado em São Martinho do Bispo, o CCC aumenta o seu espaço com um edifício que permitirá a criação de novas valências, com vista a proporcionar mais e melhores condições aos utentes.

Com o objectivo primordial de melhorar a capacidade do Centro Cirúrgico, este novo espaço aumentará o leque de áreas e especialidades, através da criação de novos consultórios e com auxílio de equipamento inovador.

Odete Videira, enfermeira directora do CCC, vê o futuro de forma optimista, até porque o método de funcionamento tem sido o adequado. “O trabalho em equipa tem sido essencial e é a nossa principal forma de trabalhar”, afirma.

Esta unidade privada de saúde, que existe desde 4 de Julho de 1999, tem como grande impulsionador e coordenador António Travassos, reconhecido médico na área da oftalmologia. Desde o seu início que o CCC tem conseguido construir uma personalidade de reconhecida diferenciação e elevada qualidade dos serviços médicos, do atendimento e das condições de acolhimento dos utentes.

A Oftalmologia e a Urologia, através dos médicos António Travassos e Linhares Furtado, foram as primeiras áreas a serem tratadas no Centro Cirúrgico. Assim se iniciou este “projecto de vida profissional” que, actualmente, é já uma certeza na área da saúde de Coimbra.

Segundo Odete Videira, “Coimbra é a cidade da saúde, e nós queremos ser parceiros dessa missão”. “Não pretendemos ser concorrentes de ninguém a nível económico”, continua. Com um olhar meigo e um sorriso que cativa qualquer pessoa, Odete Videira encara o seu trabalho com a mesma dedicação e amor que transmite aos doentes.

O utente é, desta forma, a razão de ser da sua competência, disponibilidade e vontade de bem servir. Os doentes são tratados como se estivessem na sua própria casa, de forma a transmitir um ambiente bastante cómodo e acolhedor. Odete Videira afirma que “o doente tem de ficar satisfeito, não apenas com um ou outro serviço, mas com todos”. Até agora, esta máxima tem funcionado de forma bastante positiva, na medida em que “são os próprios doentes que publicitam o Centro, trazendo novos utentes bem como médicos”.

O Centro Cirúrgico de Coimbra baseia-se em pilares de extrema organização e disciplina, que permitem um tratamento de elevada qualidade e uma relação bastante próxima com os cerca de 130 funcionários. “Todos nós trabalhamos por amor à camisola”, afirma Odete Videira. “Os empregos conquistam-se e este é um dos inúmeros pontos que nos torna uma família”, conclui.

As pessoas sentem-se bem no Centro e, prova disso, é a procura enorme que este espaço tem tido, especialmente por estrangeiros. Com muito pouca publicidade, o CCC encontra nos doentes e nos médicos os principais divulgadores da qualidade do Centro. No ano de 2006, realizaram-se cerca de 37.000 consultas e sensivelmente 5.000 cirurgias.

Os quartos do CCC, equipados com mobiliário exclusivo, de fácil higienização e adaptabilidade, contêm todos os instrumentos necessários a uma boa estadia do utente. Com equipamentos sofisticados e da mais alta qualidade, os aposentos são autênticos quartos de hotel, com todo o requinte e conforto necessários.

Num processo de expansão do Centro Cirúrgico, procedeu-se, também, ao alargamento do refeitório. Uma empresa especializada está encarregue de fazer o controlo alimentar, assegurando a higiene e qualidade que caracterizam esta unidade de saúde.

O Centro Cirúrgico esforça-se no sentido de fazer convergir os diferentes objectivos, personalidades e interesses dos seus colaboradores, incluindo os utilizadores (médicos), de forma a conseguir complementaridade e cooperação.

O doente é o fulcro das intenções qualitativas, merecendo, por parte da organização, capacidade, competência, consideração e confiança.

Um outro novo edifício está em fase de construção. Na área circundante do Centro Cirúrgico, será criada uma unidade de Pediatria, com todas as condições necessárias para o tratamento das crianças.

Para assegurar o bom funcionamento de toda esta rede, foram criadas diversas parcerias com algumas empresas, entre elas, a ADMG, Multicare, Media, Sãvida, CTT, Caixa Geral de Depósitos, SAMS e Maternidade Alfredo da Costa.

Com a abertura deste novo espaço, o Centro Cirúrgico de Coimbra corre o sério risco de provocar nos utentes a vontade de não mais querer sair. Todo o meio envolvente seduz as pessoas que por lá passam. Desde o espaço físico, amplo, atraente e agradável, até aos sorrisos sempre disponíveis de qualquer funcionário. Afinal, a saúde não está só nas seringas, nos bisturis, nos blocos operatórios… Para além de tudo isso, existe o ser humano e, no Centro Cirúrgico de Coimbra, ele é a principal cura de qualquer doença.

Homenagem a Linhares Furtado, o “transplantador mágico”

A inauguração do novo edifício do Centro Cirúrgico de Coimbra teve como ponto alto a homenagem a Linhares Furtado, “um simples académico ilustre, professor distinto, cientista demiúrgico, cirurgião criativo e mágico”, segundo Almeida Santos, ex-presidente da Assembleia da República.

A única condecoração atribuída pelo Estado português a Linhares Furtado – a Grande Oficial da Ordem do Infante – “é pouco, é nada”, disse, considerando que “as pátrias esquecem-se, vezes demais, de ser reconhecidas e justas”.

Autor do primeiro transplante renal em Portugal, em 1969, e do primeirotransplante hepático (1988), entre outros “verdadeiros milagres científicose cirúrgicos”, Linhares Furtado foi classificado por Almeida Santos como “apersonificação da excelência”.

Por seu lado, Joaquim Murta, um dos fundadores do Centro Cirúrgico de Coimbra, considerou Linhares Furtado “um exemplo de referência e um símbolo da nossa conduta pelo seu enorme entusiasmo, dinâmica, saber, espírito inquieto e nunca satisfeito”.

O “transplantador” foi surpreendido com esta homenagem, confessando o seu “estado de choque” perante tantas emoções fortes. “Coimbra tem tradições notáveis na medicina e os médicos do Centro Cirúrgico devem concretizar a clínica que efectivamente a cidade não tem”, afirmou.

Com a inauguração deste novo edifício, o CCC alarga o seu leque de valências na área da saúde. Desde a sua fundação, há oito anos – foi inaugurado pelo então presidente da Assembleia da República Almeida Santos, definido hoje por António Travassos como "um amigo" da unidade de saúde – o CCC realizou cerca de 200 milconsultas e mais de três mil actos médicos e cirúrgicos.

André Pereira
O Despertar

publicado por André Pereira às 01:27 link do post
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
18
22
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
19 comentários
15 comentários
14 comentários
12 comentários
11 comentários
10 comentários
9 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Sport TV, de que greve está a falar? Da de 1886?.....
Vi na televisão que a greve geral registou grande ...
esta foto realmente incrível!
llolol bela ideia... ou não :)
seu blog é muito bom! Eu não leio Português bem, m...
esta foto é realmente impressionante, mas também r...
esta imagem realmente impressionante, incrível! o ...
começo a acreditar que o mundo vai mesmo acabar em...
viva o benfica a 100%
Olha agora é que foi tudo dito. Gostei do post e d...
blogs SAPO